5.29.2011

Estamos todos aqui, para que não se sabe
Pixem os muros das catedrais
O firmamento irá nos engolir
Mortos, vivendo uma sobrevivência
E do que vale esse pranto?

Uma nuvem de nicotina entrelaça o céu
Cães nas calçadas proclamam que
As melhores coisas são as mais obsoletas
E a redundância é desgastante
Portanto, escolha sua melhor prece
O fim aproxima-se de suas orelhas

Beba seus drinques e fume seus cigarros
Lembre das canções antigas
Tempos em que tínhamos ambições
Faça sua casa na cidade que mais gosta
A vida é sem avisos, além do mais
Tem algo que eu queria lhe contar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário